Para Uma Gramática da Língua Gestual Portuguesa de Maria Augusta Amaral, Amandio Coutinho e Maria Raquel Delgado Martins 

A Língua Gestual Portuguesa é a língua usada pela maioria dos surdos portugueses. O presente trabalho tem como objectivo principal demonstrar que a linguagem gestual tem o mesmo estatuto linguístico que a linguagem verbal e que a Língua Gestual Portuguesa (LGP) tem o estatuto linguístico das outras línguas gestuais já estudadas. Avisam-se os leitores que devem olhar para estes resultados como um levantamento de questões linguísticas, um ponto de partida para discussões de fenómenos gramaticais. O sistema de educação de surdos em Portugal é, oficialmente e na prática, predominantemente oral, urgindo que se façam estudos sérios sobre os seus resultados e se apresentem alternativas credíveis e bem estruturadas para dar resposta às lacunas encontradas.

Método escondido com mestre de fora: Contribuição para o estudo do método de Jacob Rodrigues Pereira publicado em 1996de Maria Augusta Amaral, Amandio Coutinho.

Este livro pretende ser apenas um trabalho de divulgação do que de mais importante chegou sobre o método utilizado por Jacob Rodrigues Pereira: professor de raízes Portuguesas que ensinou e educou surdos em França no século XVIII. Se, por um lado, Jacob teve, em seu tempo, grande e merecida fama na educação e ensino de surdos, a verdade é que sobre o seu método nos chegou muito pouco. Todavia, através da reflexão cuidada sobre os documentos que nos chegaram, facilmente reconheceremos a sua sabedoria e mérito. Devemos, entretanto, ser capazes de comparar as suas dificuldades, com as nossas, as suas expectativas com os nossos resultados, com o objectivo de encontrarmos respostas cada vez mais eficazes na educação de surdos.

Perscrutar e Escutar a Surdez

de Orquídea Coelho 

edição: Edições Afrontamento

Neste livro reúnem-se uma série de ensaios, artigos e estudos sobre a surdez. A sugestão estimulante de que a surdez pode ser escutada leva-nos imediatamente a perguntar: o que é que (normalmente) a torna silenciosa, ou para além da possibilidade de ser ouvida? Por outras palavras, como foi, historicamente, silenciada a surdez? Isto, por sua vez, conduz a uma outra questão: como é que a surdez pode ser ouvida, ou escutada, agora, quando não o podia ser antes? E mais, se a surdez está agora a falar, qual é a voz que utiliza? A sua própria voz, ou a voz dos outros? 
Algumas das respostas a estas questões, e muitas outras, constituem o conteúdo deste livro onde para além do conhecimento da realidade da surdez se ensaiam uma série de propostas no âmbito da educação inclusiva.

O Gesto e a Palavra I

Antologia de Textos Sobre a Surdez

edição: Editorial Caminho

Este conjunto de textos é intencionalmente dedicado à comunidade ouvinte, aquela cujos indivíduos menos sentem os efeitos de uma política inadequada e redutora e a que menos sabe sobre a surdez até ao nascimento do primeiro filho surdo, mantendo-se grande parte das vezes nesse desconhecimento. A AFAS - Associação de Famílias e Amigos dos Surdos, tendo consciência de quão importante é o acesso à informação, principalmente no que se refere aos surdos, à sua comunidade e à língua gestual, pretende, com esta obra, contribuir para reduzir o fosso existente entre crianças surdas e crianças surdas felizes e competentes - futuros adultos - participantes sociais em todas as vertentes e possibilidades, no mais elementar reconhecimento da cidadania.

O Gesto e a Palavra 2

de Maria Bispo,, Luís Clara, Maria do Céu Clara e André Couto 

edição: Editorial Caminho

Porque queremos muito que os surdos portugueses cheguem e concluam a universidade; porque queremos muito acabar com os tabus e os preconceitos; porque queremos muito que todos tenham acesso à Língua Gestual Portuguesa, em casa, na escola, na Universidade, no local de trabalho, no hospital, no tribunal e em todos os outros locais onde o desconhecimento perpetua a discriminação, a AFAS acredita que este conjunto de textos favorecem o esclarecimento, as boas práticas educativas e de cidadania

O Grito da Gaivota

Biografia de uma surda profunda, do berço ao êxito nos palcos do teatro francês de Emmanuelle Laborit; 

Uma viagem pela vida de uma mulher surda profunda que nos faz pensar sobre o que nunca imaginámos: o que vai na cabeça de uma criança surda enquanto cresce numa família de ouvintes e os principais desafios do desenvolvimento adolescente de alguém que apenas quer ser respeitada e valorizada enquanto pessoa que não ouve mas comunica

Vendo Vozes,  Oliver Sacks

edição: Editorial Caminho

 

Em Vejo Uma Voz, Oliver Sacks leva-nos numa viagem pelo mundo dos surdos, que o autor explora com a mesma paixão e discernimento que reconhecemos noutras obras suas.



 

A Máscara da Benevolência

A comunidade surda amordaçada de Harlan Lane 

Vive, entre nós, uma minoria cujos indivíduos estão proibidos de utilizar a sua própria linguagem, sendo levados a aprender uma outra que jamais lhes será possível praticar. Os profissionais que lhes prestam auxílio, tratam-nos, frequentemente, entre um certo paternalismo e algum desprezo.
O saber médico tem procurado, cada vez mais, «tratar» esta diferença, através de uma cirurgia marcadamente invasiva, embora, como o autor defende, tais tratamentos estejam mais ao serviço dos médicos do que propriamente dos pacientes.
Os surdos são essa minoria. O grupo cujas preocupações e negligências são explicadas por McArthur Fellow Harlan Lane, com um brilhantismo incisivo, nesta obra empolgante. Sintetizando informação vinda de diversas áreas, que vão desde a Antropologia à Educação, a A Máscara da Benevolência introduz-nos, de uma forma eloquente e persuasiva, no mundo dos surdos, revelando-os, dando a conhecê-los a partir da sua própria perspectiva. Vertente que é razão de base da enorme importância que este livro tem para toda a sociedade.

Breve História dos Surdos no Mundo de Paulo Vaz de Carvalho

Esta obra foi a consequência natural da necessidade, há muito escondida, da Comunidade Surda e do esforço do Prof. Paulo Vaz de Carvalho, em conjugar num livro uma seleção de eventos e personagens históricas de relevância no mundo dos Surdos. Dividido em duas partes - o Mundo e Portugal - esta obra transporta-nos desde tempos tão remotos como o antigo Egito até aos dias de hoje, cobrindo a evolução dos métodos de ensino de Surdos, do seu movimento associativo, das diversas línguas gestuais e investigações em curso, destacando ainda Pessoas Surdas que, pelo seu papel excecional na História, enquanto líderes de comunidades ou de excelência artística ou científica, merecem um lugar de destaque.

Está dividido em duas partes: "Breve História dos Surdos no Mundo" com 172 páginas e se virarmos o livro contém "Breve História dos Surdos em Portugal" com 36 páginas.

Educação Bilingue de Alunos Surdos - Manual de Apoio à Prática

                               DOWNLOAD

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now